Artigos

Luís Ferreyra dos Santos

Luís Ferreyra dos Santos

Cadeira:36

Titular:Sandra Lúcia Ferreira dos Santos

Status:

PATRONO DA CADEIRA 36- LUIS FERREIRA DOS SANTOS, de Recife, Pernambuco, 22.04.1902, escreveu, entre outros, FOLHAS ESPARSAS(POESIAS1919),FOGO(POESIAS1926),SUAVIDADE(POESIAS-1932), O DELIRIO AMOROSO DE DOM QUIXOTE(ENSAIO-1963), INEVITAVELMENTE DEPOIS(POESIA-1963), HÁ UMA ESTRELA NO CÉU(ROMANCE-1963), DISCURSOS E CONFERÊNCIAS(1968), sem dados biográficos completos nos livros e sem qualquer outra informação ao alcance da pesquisa, via textos editados. 
Filho de pais não revelados em sua biografia. Após os estudos primários em sua terra natal, deslocou-se para outros centros, onde também estudou. 
Formou-se em Odontologia, Farmácia e Medicina em 1934, com 32 anos. Poeta, Cronista, Ensaísta, Romancista. Professor Universitário. Artista Plástico. Foi Professor de Literatura no Ginásio Pernambucano. 
Professor de Ginecologia na Faculdade de Medicina do Recife. Participou de várias exposições de pintura e escultura. 
Fundador da regional pernambucana da Sociedade Brasileira de Escritores Médicos, fazendo parte de sua primeira diretoria, como secretário. 
Entre os anos de 1974 e 1975, já com 73 anos de idade, foi Presidente da SOBRAMES-PE(Sociedade Brasileira de Médicos Escritores). 
Foi letrista de canções, em parceria com Capiba, sendo a mais famosa a Valsa verde, feita para ser tocada na festa de sua formatura, que foi depois tocada em formaturas de medicina por alguns anos. 
Fundador da Academia de Artes e Letras de Pernambuco, ocupando a cadeira número 1. Foi membro correspondente da Academia Alagoana de Letras. 
Faleceu no Recife, em 03.08.1985, com 83 anos de idade. 

Na Academia Goianiense de Letras é o Patrono da 36, tendo como Titular Sandra Lucia Ferreira dos Santos. 
É verbete do DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO REGIONAL DO BRASIL, de Mário Ribeiro Martins, via INTERNET, dentro de ENSAIO, no site www.usinadeletras.com.br ou www.mariomartins.com.br

Bookmark and Share